2012 – 2018

O Coletivo Das Flor é formado por artistas da dança, teatro, música, artes visuais e cinema, que investigam a fusão dessas linguagens e um objeto concreto escolhido como recurso sensível de criação. Também atuamos como professores, facilitadores e oficineiros, o que reverbera nas criações e molda a nossa metodologia de trabalho. Esses procedimentos passam por espaços de convívio criativos e afetivos, nas saídas de campo, intervenções urbanas e oficinas de artes integradas oferecidas à comunidade e grupos sociais. Procuramos praticar um diálogo antropofágico que possa agregar percepções diversas, de vida e de mundo, para as nossas criações. As nossas montagens já aconteceram em salas multiuso e palcos italianos, e também na rua.

El Colectivo Das Flor está formado por artistas de danza, teatro, música, artes visuales y cine que investigan la fusión de estos lenguajes a un objeto concreto elegido como recurso sensible de creación. Actuamos también como profesores, facilitadores y talleristas, y eso reverbera en las creaciones y molda nuestra metodología de trabajo. Estos procedimientos pasan por espacios de convivencia creativos y afectivos, en las salidas de campo, intervenciones urbanas y talleres de artes integrados ofrecidos a la comunidad y a los grupos sociales. Buscamos practicar un dialogo antropofágico que pueda agregar percepciones distintas, de vida y de mundo, para nuestras creaciones. Ya hicimos funciones en salas multiusos y escenarios, y por la calle también.

“Coletivo Das Flor” is a group of artists of dance, theater, music, visual arts and cinema.They investigate the fusion of these artistic languages and  a concrete object selected as a source of creation.The group members work as teachers, facilitators and workshoppers. These tasks reflect on the creation and shape of their work methodology.These procedures occur in creative and affective gathering spaces during fieldworks, urban interventions and art workshops which are offered to the community and to social groups. “Coletivo Das Flor” also puts in practice an anthropological dialogue which can add various perceptions of life and the world to the creations. The group artistic productions have already taken  place in multipurposes rooms, italian stages and also in the streets.

OFICINA CORPO E MOVIMENTO: O OBJETO COMO RECURSO SENSÍVEL DE CRIAÇÃO – PROJETO KRAFT  na Assoc. Vila FLores – Ano: 2018. 

KRAFT oficina e performance.

OFICINA DE ARTES INTEGRADAS NA LOMBA DO PINHEIRO – Ano: 2016

OFICINA DE ARTES INTEGRADAS NA LOMBA DO PINHEIRO – Ano:2014.

OFICINA DE ARTES INTEGRADAS DAS FLOR – ANO:2012

Realizadas na Casa de Acolhimento e no EPA (Escola Aberta Porto Alegre)

Coordenação Pedagógica: Luciana Paz

Oficineiros: Álvaro Vilaverde, Fabíola Rahde, Juliano Barros, Luciane Panisson, Marina Mendo, Marcos Rangel e Roberta Alfaya.

Na 1o Etapa – Adubando e Semeando, as Oficinas de Artes Integradas foram ministradas pelo corpo artístico do projeto em duas instituições que atendem pessoas em estado de vunerabilidade social: o EPA (Escola Aberta de Porto Alegre) que atende adolescentes e adultos, e a Casa de Acolhimento de Porto Alegre que atende crianças.

O principal objetivo dessa primeira etapa era estabelecer um canal de contaminação entre os artistas, crianças, adolescentes e adultos. Para tanto,  os artistas-professores criaram uma plataforma de atuação coletiva, colocando-se como agentes das oficinas e atuantes nas práticas artísticas propostas.

A proposta pedagógica foi utilizar  as diferentes linguagens – Dança, Teatro, Artes Visuais e a Música – como via de interação e expressão. E  por meio de propostas lúdicas afinar o convívio, possibilitando a ressignificação de valores e  pontos de vista.

O tema  transversal  foi a construção de narrativas. Assim, em muitos encontros a contacão de histórias ficcionais  levou a  relatos pessoais. Os relatos dessas histórias de vida foram registrados pelos participantes das oficinas nos objetos-dobra criados pelo artista plástico Álvaro Vilaverde.

Nossos agradecimentos aos colaboradores Juliane Senna (make up), Lúcia Panitz (acervo de figurino), professores do EPA e educadores da Casa de Acolhimento de Porto Alegre que em conjunto com a equipe do Projeto Das Flor tornaram a Mostra das Oficinas de Artes Integradas um momento  genuíno, sincero e repleto de emoção.